SAMU ANIMAL ???


SAMU ANIMAL ???

Durante a sessão sessão da Câmara Municipal de Mauá no di 22 de agosto, apresentei Requerimento Nº 1710/2017 ao Poder Executivo solicitando informações sobre os Serviços de Atendimento Móvel de Urgência Animal – SAMU Animal. O Serviço foi implantado no município no dia 06 de agosto deste ano, segundo divulgação da própria prefeitura nas mídias digitais. A divulgação apresentou na oportunidade um equipamento adaptado (Van) para a realização de serviços de resgates de animais, denominado “SAMU Animal”. Porém, muitos munícipes questionaram o serviço ao vereador, tanto pessoalmente como também pelas redes sociais, onde os mesmos alegam que o serviço não está disponível conforme foi publicado pela administração, sendo que sequer foi disponibilizado um canal de atendimento para solicitação do serviço em caso de emergência. 
Vale ressaltar que tal serviço foi criado na cidade de Campinas, onde o Samu Animal, é utilizado para atender animais abandonados em situação de alto risco. O programa conta com uma ambulância equipada para o transporte de bichos feridos por atropelamento, maus-tratos ou os que estão gravemente debilitados por doenças.
Lá o programa é semelhante ao do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para pacientes humanos porque o atendimento animal cumpre o mesmo procedimento de resgate e transporte que evita que os pacientes sofram traumas adicionais caso não sejam corretamente imobilizados durante o socorro. No entanto em Mauá não ficou claro qual é a real utilidade do programa anunciado com a descrição "SAMU" que quer dizer exatamente o descrito acima "Serviço de Atendimento Móvel de Urgência". Neste sentido, diante das indagações dos munícipes e no sentido de se obter esclarecimentos quanto a real funcionalidade do serviço divulgado pelo Poder Executivo, apresentei diversos questionamentos ao mesmo, dentre eles, onde está centralizado o Serviço de SAMU Animal, quantos profissionais estão disponibilizados e quais suas funções no programa, valores e origens das verbas disponibilizadas mensalmente para o serviço, se o serviço atende grandes traumas como atropelamentos, entre outros.