Por mais segurança no Sônia Maria, Chiquinho apresenta propostas aos comerciantes em visita ao bairro

O pré-candidato a deputado estadual apresentou seu projeto de lei que cria a área escolar de segurança e mobiliza toda a comunidade


Por mais segurança no Sônia Maria, Chiquinho apresenta propostas aos comerciantes em visita ao bairro

 

O vereador e pré-candidato a deputado estadual Chiquinho do Zaíra (Avante), e o pré-candidato a deputado federal, Sargento Alan, estiveram nesta quinta-feira (17) no Jardim Sônia Maria para dialogar com comerciantes e moradores sobre uma questão que tem preocupado a todos: a falta de segurança. Por estar localizada na tríplice divisa entre Mauá, Santo André e os bairros São Matheus e Parque São Rafael, na Capital, a região conhecida como Sônia e Sílvia Maria é a mais atingida pelo aumento da criminalidade, principalmente após a abertura da alça de acesso ao Rodoanel, que facilita as rotas de fugas. Atualmente, a população do bairro está estimada em cerca de 10 mil moradores.

Chiquinho esteve acompanhado de lideranças da região, como os comerciantes Edson Neves Torneiro, que também é gestor da UBS, Odevaldo Teixeira e Adriana Mazzi. Na oportunidade, Chiquinho explicou detalhes do seu  projeto de lei número 99/2018, em defesa da criação de uma Área Escolar de Segurança para Mauá e o ABC. “O projeto é de imensa importância para a comunidade escolar. Quero instituir uma área de segurança num raio de no mínimo 100 metros no entorno das instituições de ensino das redes públicas e privadas, da Educação Básica à Educação Superior. Expliquei aos comerciantes de que forma a iniciativa pode contribuir na segurança dessas localidades, e como o envolvimento da comunidade é vital”, disse.  

Segundo o comerciante Edson Torneiro, em média, de seis a oito veículos por dia são roubados ou furtados no bairro. Os comerciantes reclamaram de assaltos a qualquer hora do dia e pediram maior policiamento e rondas de viaturas. “Portanto, outra proposta do projeto é promover por meio do Gabinete de Gestão Integrada Municipal, em parceria com as diretorias das escolas, associações de pais e mestres e comunidade escolar, ações que colaborem com a prevenção à violência e criminalidade locais”, reforça Chiquinho.

Ranking - Estudo inédito do Instituto Sou da Paz revela que Mauá e Diadema estão entre as mais violentas do Estado.  O ranking é formado por 138 municípios paulistas acima de 50 mil habitantes. 

 

18/07/2018