Chiquinho do Zaíra quer mais segurança para passageiros de trens em Mauá e no ABC

O vereador cobra maior agilidade na aprovação do projeto de lei que regulamenta a função de agente de segurança ferroviário


Chiquinho do Zaíra quer mais segurança para passageiros de trens em Mauá e no ABC

 

 

Preocupado com a segurança dos usuários do transporte coletivo ferroviário em Mauá e região, o vereador e pré-candidato a deputado estadual Chiquinho do Zaíra (Avante), participou de audiência pública na Assembleia Legislativa de São Paulo em defesa da equiparação e regulamentação dos salários dos agentes de segurança da CPTM aos policiais do Estado.

Sediado no auditório Paulo Kobayashi, o encontro realizado no dia 29 de junho, reuniu cerca de 200 agentes, contou com debate sobre a segurança pública e a participação de representantes sindicais e integrantes da categoria. O ato teve por finalidade reforçar a luta pela aprovação projeto de lei 176/2016, que regulamenta a função desses profissionais.  Atualmente, a PL de autoria do parlamentar Caio França, se encontra em tramitação na Comissão de Constituição e Justiça da Assembleia Legislativa. Chiquinho afirmou que vai acompanhar o andamento do projeto na Casa.

Usuários da CPTM em Mauá - Em Mauá, mais de 100 mil usuários são transportados diariamente pelos trens da CPTM. Ao todo, mais de 3 milhões de usuários são atendidos pelo sistema nas sete linhas que interligam 23 municípios da Região Metropolitana. “O amigo Adilson Alcantara da Silva,  diretor do Sindicato dos Ferroviários, solicitou meu apoio à causa. De imediato, me propus a participar e entrei em contato com o Fábio Siqueira, coordenador da corregedoria na Assembleia, me coloquei à disposição da categoria e pedi maior agilidade para resolver a situação”, citou o vereador, que também irá apresentar uma moção de apoio na Câmara de Mauá em prol da aprovação do projeto.

Emenda -   Em 2013, Chiquinho apresentou projeto de emenda à lei orgânica em Mauá ampliando o poder de atuação da Guarda Civil Municipal, que passou a ter plena possibilidade de atuação no trânsito como órgão auxiliador, e da mesma feita, na prestação do meio ambiente como instituição fiscalizadora.

Reconhecimento - Atualmente o Corpo de Segurança Ferroviário promove uma série de ações preventivas e repressivas. Ao regulamentar a carreira dos agentes de segurança ferroviários, que soma cerca de 1,5 mil profissionais, entre diretos e indiretos, no intuito de assegurar o exercício do poder de polícia pelos seus integrantes, estará garantindo o desempenho de uma atividade que já é desempenhada pelo corpo de segurança da CPTM.

 04/07/2018